Notícias Notícias

Voltar

Acesso às unidades do TRT/MS deverá ser feito usando máscara

Em cumprimento ao decreto 14.251/2020, publicado nesta sexta-feira (17) pela Prefeitura Municipal de Campo Grande, o presidente do Tribunal Regional do Trabalho da 24ª Região, desembargador Nicanor de Araújo Lima, recomenda o uso de máscara para acesso às unidades do TRT/MS, a partir da próxima segunda-feira (20).

 

Enquanto durar o período de emergência da Covid-19, magistrados, servidores, terceirizados, estagiários, advogados e prestadores de serviços deverão usar, preferencialmente, máscaras caseiras, tendo em vista a escassez de máscaras cirúrgicas e N95 para os profissionais de saúde e pacientes infectados com o vírus.

 

O uso de máscara é uma recomendação da Organização Mundial da Saúde e do Ministério da Saúde, conforme Nota Informativa Nº 3/2020-CGGAP/DESF/SAPS/MS. De acordo com o documento, pesquisas têm apontado que a utilização de máscaras caseiras impede a disseminação de gotículas expelidas do nariz ou da boca do usuário no ambiente, garantindo uma barreira física que vem auxiliando na mudança de comportamento da população e diminuição de casos da doença.

 

Recomendações do Ministério da Saúde

Para ser eficiente como uma barreira física, a máscara caseira precisa seguir algumas especificações, que são simples. É preciso que a máscara tenha pelo menos duas camadas de pano, ou seja dupla face. E mais uma informação importante: ela é individual. Não pode ser dividida com ninguém. As máscaras caseiras podem ser feitas em tecido de algodão, tricoline, TNT ou outros tecidos, desde que desenhadas e higienizadas corretamente. O importante é que a máscara seja feita nas medidas corretas cobrindo totalmente a boca e nariz e que esteja bem ajustada ao rosto, sem deixar espaços nas laterais.

 

A máscara pode ser usada até ficar úmida. Depois desse tempo, é preciso trocar. Então, o ideal é que cada pessoa tenha pelo menos duas máscaras de pano. Use a máscara sempre que precisar sair de casa. Saia sempre com pelo menos uma reserva e leve uma sacola para guardar a máscara suja, quando precisar trocar. Enquanto estiver utilizando a máscara, evite tocá-la na rua.

 

Ao chegar em casa, lave as mãos com água e sabão, secando-as bem, antes de retirar a máscara. Remova a máscara pegando pelo laço ou nó da parte traseira, evitando de tocar na parte da frente. Após o uso, deixe a máscara de molho em uma solução com água sanitária por 30 minutos. A proporção de diluição a ser utilizada é de 1 parte de água sanitária para 50 partes de água (Por exemplo: 10 ml de água sanitária para 500ml de água potável). Após o tempo de imersão, realizar o enxágue em água corrente e lavar com água e sabão. Após secagem da máscara, passe com ferro quente e acondicione em saco plástico

 

Veja os cuidados para usar máscara de pano: https://www.youtube.com/watch?v=Tpw5-TOuCNA.

 

Com informações do Ministério da Saúde