Notícias Notícias

Voltar

TRT/MS está sendo preparado para o retorno gradual das atividades presenciais

As unidades da Justiça do Trabalho já estão sendo identificadas para o retorno gradual das atividades presenciais. A partir da próxima segunda-feira (5/10), 30% dos servidores voltarão ao trabalho nas dependências das varas e do tribunal. O início da etapa intermediária 1 do Protocolo de Retomada Gradual das Atividades Presenciais será votado na sessão do Tribunal Pleno, no dia 1° de outubro.

Nessa fase, ainda não há atendimento ao público nem realização de audiências e sessões de julgamento presenciais.

As unidades contarão com totens com display de álcool em gel com acionamento por pedal e dispensers de álcool em pontos estratégicos, adesivos para demarcação de filas e cadeiras para manter o distanciamento social entre os jurisdicionados que aguardam  atendimento, totens e cartazes com informação, como a importância da higienização das mãos, do uso obrigatório de máscaras e sobre o uso restrito dos elevadores nos prédios do Tribunal.

O prédio-sede e o Fórum Trabalhista de Campo Grande já receberam a identificação na última semana. As Varas do Trabalho do interior estão recebendo, no começo dessa semana, o material para identificação e o trabalho será concluído em breve em todas unidades do Estado.

Além disso, o TRT/MS adquiriu álcool em gel, protetor facial, máscaras descartáveis, máscaras de tecido, termômetro e óculos. As medidas fazem parte do protocolo para a retomada gradual dos serviços presenciais do Tribunal (RA nº 80/2020), que consiste em cinco etapas.

Atualmente, em fase preliminar, as audiências e sessões são realizadas por meio telepresencial, com trabalho presencial limitado a atividades essenciais e vedação de atendimento presencial. Conforme já aprovado pelo Comitê Provisório de Gestão de Crise do TRT da 24ª Região na última quinta-feira (24/09), a implementação da "Etapa Intermediária 1" começará no dia 5 de outubro. A próxima fase, ainda sem data confirmada, a depender da situação epidemiológica do Estado, prevê o retorno dos atendimentos presenciais, das audiências presenciais e o retorno de 50% do efetivo do quadro de servidores.