Notícias Notícias

Boas práticas das melhores varas do trabalho do país no Igest são compartilhadas no TRT/MS

Integrantes do Grupo de Trabalho destinado a desenvolver a análise do desempenho das unidades judiciárias do 1º grau de jurisdição da 24ª Região em relação ao Índice Nacional de Gestão de Desempenho da Justiça do Trabalho - Igest reuniram-se hoje (28/8), por videoconferência, para compartilhar as boas práticas de três das dez melhores varas do país.

A discussão reuniu cerca de 30 magistrados e servidores da Justiça do Trabalho de Mato Grosso do Sul que ouviram a explicação sobre os procedimentos adotados pelas 17ª e 19ª Varas do Trabalho de Belém (PA) e 4ª Vara do Trabalho de Teresina (PI), que estão entre as mais bem avaliadas no Igest 2020.

Além de magistrados e servidores do GT-IGest-24, participaram da reunião o Juiz Titular da 17ª Vara do Trabalho de Belém (PA), Carlos Rodrigues Zahlouth Junior; o Juiz da 4ª Vara do Trabalho de Teresina (PI), Roberto Wanderley Braga; e o Diretor de Secretaria da 19ª Vara do Trabalho de Belém (PA), Walderir Oliveira da Costa.

Segundo a coordenadora do grupo de trabalho do Igest-24, Juíza Kelly Cristina Monteiro Dias Estadulho, titular da Vara do Trabalho de Rio Brilhante, o objetivo da reunião foi conhecer as boas práticas que refletem no bom desempenho dessas varas e identificar como é possível melhorar os índices das unidades do TRT24. Durante a última semana, integrantes do grupo de trabalho também conversaram, por telefone ou videoconferência, com magistrados e diretores de outras nove varas de outros Regionais, que estão entre as 15 melhor ranqueadas no país

Agora, o grupo de trabalho vai compilar as informações e criar um banco de procedimentos para apresentar os resultados em um workshop que será ministrado para magistrados e diretores das Varas do TRT24.

A intenção da Administração é buscar soluções para otimizar as rotinas de trabalho e, consequentemente, melhorar a classificação do Regional no ranking nacional, além de promover um equilíbrio entre a carga de trabalho e o desempenho institucional com foco na valorização das pessoas.

Desempenho da Justiça do Trabalho

O Índice Nacional de Gestão do Desempenho da Justiça do Trabalho foi desenvolvido pela Corregedoria-Geral da Justiça do Trabalho (CGJT) com o objetivo de contribuir para o aprimoramento da gestão das Varas do Trabalho no país. A ferramenta sintetiza indicadores como acervo, celeridade, produtividade e taxa de congestionamento em relação à força de trabalho.

O IGest é medido com base no desempenho apurado nos últimos 12 meses e pode ser contextualizado nos cenários de âmbito nacional, regional ou municipal, e, ainda, conforme o porte ou o número de casos novos. O Índice avalia todas as Varas do Trabalho, agrupando-as de acordo com o desempenho: há as faixas das 25% com o melhor desempenho, das 25% com o pior desempenho e das 50% restantes.