Notícias Notícias

Justiça do Trabalho levará materiais didáticos e esportivos para ribeirinhos no Pantanal

O Tribunal Regional do Trabalho da 24ª Região participará, pela primeira vez, da 5ª Expedição de Educação Ambiental no Pantanal, organizada pela Polícia Militar Ambiental de Mato Grosso do Sul em parceria com o Instituto das Águas da Serra da Bodoquena (IASB), PREVFOGO, Ong Ecoa - Ecologia e Ação e Universidade Federal de Mato Grosso do Sul. Este é o quinto ano seguido do projeto que tem como objetivo oferecer mais qualidade de vida para os ribeirinhos que moram afastados de Corumbá e fortalecer a preservação ambiental por meio da educação.

Entre os dias 7 e 11 de dezembro, uma embarcação levará cestas básicas, material escolar e esportivo e equipamentos de proteção individual para coletores de iscas. Também haverá atendimento jurídico e psicossocial, distribuição e plantio de mudas de vegetação nativa, palestras sobre prevenção a incêndios e distribuição de equipamentos para a brigada voluntária de combate a incêndios. Os ribeirinhos receberão ainda exemplares do Calendário de Educação Ambiental no Pantanal. Durante a expedição também são realizadas atividades rotineiras de fiscalização ambiental.

A expedição percorrerá mais de 600 km, abrangendo pelo menos 200 pantaneiros. Os pontos de apoio serão as "escolas das águas" onde serão visitados os ribeirinhos de Marina do Gelson, Escola Jatobazinho, Comunidades do Paraguai Mirim, Amolar, Barra do São Lourenço, Acurizal e Aldeia Indígena Guató, muitas das quais o acesso é somente fluvial.

Reforma e solidariedade

O TRT/MS, por meio do Programa Nacional de Combate ao Trabalho Infantil, destinou cerca de R$ 12 mil provenientes de indenizações trabalhistas para a aquisição de mais de cem livros de literatura e materiais escolares como cadernos, lápis, canetas, tesouras, giz de cera e borracha para as escolas da região pantaneira. A Justiça do Trabalho também distribuirá materiais esportivos como bolas de futebol, vôlei, redes e coletes para as escolas da região. O desembargador João de Deus Gomes de Souza e o juiz do trabalho Márcio Alexandre da Silva, gestores regionais do Programa Nacional de Combate ao Trabalho Infantil, participarão da expedição, levando mensagens e orientação para as crianças e jovens da região sobre o trabalho infantil.

Além disso, a Justiça do Trabalho fez a destinação de R$ 150 mil para reformar a embarcação "Mitã Rory", utilizada na expedição ao Pantanal. Foram trocados vários equipamentos como gerador elétrico, parafusos, mangueiras e encanamento. Além disso, foi trocada a pintura, estação de tratamento de esgoto, coletes salva-vidas e balsa flutuante.